25 de fev de 2012

A Fábula do Camarão

O Camarão acordou otimista e disse para si mesmo: “Vou viajar pelos sete mares em busca da minha fortuna”. Dessa forma, pegou sete moedas de ouro e partiu.

Logo no início da jornada encontrou com a Ostra que, vendo seu otimismo, perguntou:
- Aonde vai Camarão, com tanta pressa?
- Vou à busca de minha fortuna.

A Ostra então propôs ao Camarão:
- Vendo para você por três moedas de ouro esta prancha e sua velocidade aumentará em cinco vezes.

Sendo assim, o Camarão montado em sua prancha saiu em velocidade pelos mares.

Logo em seguida encontrou a Moréia que, sentindo a euforia do Camarão, indagou:
- Tenho essas nadadeiras de silicone que podem aumentar em dez vezes sua velocidade e por duas moedas de ouro posso vendê-las.

O Camarão sentou na prancha, colocou as nadadeiras e saiu em velocidade nunca vista.

Mais adiante, deu de cara com o Tubarão e a sua grande boca cheia de dentes afiados, que sussurra no ouvido do Camarão.
- Aonde vai amiguinho com tanta velocidade?

O Camarão agora entusiasmado:
- Ah! Vou à busca de minha fortuna.

O Tubarão oportunista vendo o entusiasmo do Camarão oferece uma oportunidade ímpar.
- Por duas moedas de ouro lhe mostro um atalho.
E abrindo a bocarra apontou para o túnel e o Camarão saiu zunindo para dentro da boca e nunca mais foi visto.

Dica prática: Se você tem um sonho, melhor traçar estratégias, com objetivos específicos. Não basta só o entusiasmo, você precisa se preparar. Desenvolva estratégias, conheça o perfil do comprador, o produto que vende e a situação do mercado. De outra forma, possivelmente, a boca do Tubarão será o seu atalho.

(Extraído do Livro – Histórias dos Verdadeiros Campeões de Vendas) – Autor Diego Maia.

Fonte: www.vendamais.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário