26 de jan de 2011

Big Brother Brasil educa

Big Brother Brasil educa
Por Luciano Pires

Numa discussão sobre o Big Brother Brasil – que a cada edição bate recordes de audiência –, provoquei várias caretas ao dizer que considero o programa uma oportunidade fantástica de aprendizado. Quase apanhei, mas expliquei que tudo depende de como o espectador encara o programa. Se você procura mais que simples entretenimento, consegue assistir ao BBB de olho no impacto e influência de cada participante sobre os demais. Ah, eles são vazios? São. Mas são gente como a gente.

êencontra ali uma inestimável aula de antropologia, sociologia e política, com exemplos claros de como funciona a vida em sociedade. Verá os conflitos, as intrigas, a dissimulação, as mentiras, a manipulação, a generosidade e o medo, todos aqueles pequenos truques, pecados e atitudes com os quais convivemos no dia a dia. Está tudo ali, exposto para quem quiser ver – e aprender. Assistindo ao
Big Brother Brasil como uma vitrine de comportamento, você aplicará seu tempo em aprendizado.

Mas, se você escolher assistir ao BBB como mero entretenimento, para ver as bundas das moças ou os muques dos moços, quem fica com quem, qual fica bêbado ou uma baixaria qualquer, terá aplicado seu tempo apenas em fofoca. O
Big Brother Brasil só é um sucesso estrondoso de audiência por explicitar claramente nossas fraquezas e atender àquele irresistível impulso que todos temos para o voyeurismo: espiar os outros sem ser notado. Quem escolhe se vai aprender com isso é você.

Bem, antes que venham as pedradas, deixe-me dizer como iniciou essa reflexão: li num artigo recente que somente 10% da população tem disposição para aprendizado. São as pessoas que vão atrás, gostam e sentem prazer em aprender. Os outros 90% nunca vão se importar em ampliar seus conhecimentos e habilidades até que sejam obrigados a isso – pressão do trabalho, por exemplo. Só 10%, já pensou? E justamente hoje, quando vivemos naufragados em informação... Nesse cenário, é preciso refletir sobre um processo fundamental: o da educação continuada.


Aprender e estudar continuamente é a única forma de enriquecer nossa capacidade de análise, de compreensão do mundo, de tomada de decisão e de lutar para não ser eterna vítima de quem sabe como manipular as pessoas. Mas esse “estudar” não deve ser entendido apenas como frequentar uma sala de aula com professor ou mergulhar num livro de matemática. Você pode estudar lendo um romance ou uma história em quadrinhos, assistindo a um filme de aventura, ouvindo rock, observando as pessoas que passam pela rua ou seus colegas aí ao lado. 


Éa predisposição para aprender que confere aos acontecimentos um sentido pedagógico, entendeu? A capacidade pedagógica não está no acontecimento em si, mas na escolha que você faz diante dele. Assim, é possível assistir ao Programa do Gugu ou da Luciana Gimenez (nunca inteiros, é verdade), por exemplo. São fantásticas oportunidades de estudar como – por meio de um rótulo de “entretenimento” – a televisão aliena as pessoas.

Entretenimento é desculpa para tudo. Exime quem produz o lixo – no jornal, revista, livro, rádio, televisão, teatro, cinema, música e internet – de qualquer responsabilidade com algo além de “matar o tempo” das pessoas. Um pecado... No entanto, o dono de seu tempo é você. Você escolhe o que fazer com ele, para quem vai dar atenção. Você escolhe seu olhar.


O
Big Brother Brasil é um projeto milionário muito bem-sucedido. Por mais que você esperneie, ele vai continuar no ar, batendo recordes até a fórmula se esgotar. “Matará o tempo” de 90% das pessoas que o assistem. Mas os 10% dispostos a aprender farão dele uma aula.

Luciano Pires
é palestrante, executivo, comunicador multimídia, cartunista, aventureiro, jornalista, escritor e contador de histórias.

* Recebido por e-mail. 

Para refletir - Seja Feliz





















24 de jan de 2011

De repente, em Muriu.... (parte II)

Nosso cenário preparado. Grama molhada, água da piscina fria, mas vamos lá....

Pra variar, uma foto do morrinho do Careca. Olhe o céu ao fundo. Muita água. 


  A visão frontal ao mar. No mínimo, tenebrosa.



O pé de pitanga do vizinho nos proporciona isso.

Marca registrada.

E de repente, recebemos a visita dela quando o sol apareceu.

20 de jan de 2011

Dicas para melhorar e desenvolver a criatividade:


  • Criatividade é uma questão de acreditar em você e se achar capaz, desafiar o jeito tradicional de fazer as coisas, habituar-se a pensar diferente e questionar: “Por que desta maneira? Não haverá outra forma? Como eu posso? E se?”. Uma pessoa criativa é uma caçadora de idéias novas e tem um desejo ardente para melhorar as coisas.
  • Não se acomode. Sempre existe uma maneira de fazer melhor, mais rápido ou com menor custo aquilo que já foi feito. Se você não pensar nisso, alguém irá pensar.
  • Seja curioso. Evite reproduzir tarefas mecanicamente, busque as causas, os porquês e as implicações. Muitas idéias surgem daí, elas não saem do nada. Associe, adapte, substitua, modifique, reduza. As combinações são infinitas.
  • Pegue objetos ou idéias totalmente diferentes e tente fazer uma conexão. Criatividade é também a habilidade para fazer conexões que outros não conseguiram.
Existem duas alternativas: ficarmos nos queixando porque as coisas já não são tão fáceis como antigamente ou usarmos a capacidade criativa para descobrir novas respostas, caminhos, soluções e idéias.

Anderson Rocha - palestrante
Recebido por e-mail

 

Mensagem do Dia

Celebrar a vida é somar amigos, experiências e conquistas, dando-lhes sempre algum significado positivo e construtivo.
Enviado por twitter pelo amigo Alberto (@albertocicero)


Vanessa da Mata: "As Palavras"

17 de jan de 2011

Cinco dicas para se tornar um profissional de sucesso

Cinco dicas para se tornar um profissional de sucesso
por Roberto Shinyashiki
Um profissional de sucesso sabe que para realizar suas metas não basta ser apenas comprometido. É preciso mais: tem que ser excelente naquilo que faz. Excelência é a palavra-chave.

Quando um profissional excelente olha para suas metas ele sabe que vai enfrentar muito mais do que um simples plano de trabalho: ele está diante de um desafio pessoal e sente prazer em enfrentá-lo. Encara isso como um desafio pessoal.

Profissionais campeões se alimentam de desafios.

Além do comprometimento, os profissionais de sucesso procuram sempre se tornar mais produtivos e competitivos, especialmente quando estão sob pressão.

Para isso, usam com frequência as principais competências dos campeões:

1. Vivem o agora - É a capacidade do profissional de colocar toda a sua energia naquele momento decisivo do seu trabalho.

2. Usam uma blindagem pessoal - É a capacidade do profissional de não deixar que coisa alguma abale a sua decisão de realizar o seu objetivo.

3. Cuidam da gestão do seu estado mental - É a capacidade do profissional de sair de um estado mental negativo e ir para um estado mental construtivo.

4. Mantêm o pensamento estratégico - É a capacidade de utilizar seus pontos fortes e os pontos fracos dos adversários para realizar seus objetivos, criando inúmeras novas opções, até a realização plena das suas metas.

5. Buscar a excelência no trabalho em equipe - É a capacidade do profissional de estimular e utilizar o potencial dos membros de sua equipe para a realização dos objetivos da empresa.

As empresas sempre esperam mais dos seus profissionais. Por isso, eles têm de estar capacitados a sempre enfrentar novas situações, cada vez mais desafiadoras.

Os campeões são sempre os mais exigidos. Mas o melhor de tudo é que eles adoram receber essa pressão extra. Campeões se alimentam de desafios. Eles buscam a excelência. Por isso são campeões.

12 de jan de 2011

Mensagem do Dia

A música é capaz de reproduzir, em sua forma real, a dor que dilacera a alma e o sorriso que inebria.
Ludwig van Beethoven

As 100 Melhores Dicas de Vendas

As 100 Melhores Dicas de Vendas
*Por Allynson Lymer – Palestrante de Vendas e Treinador Comportamental
  1. Estabeleça por escrito seus objetivos em vendas;
  2. Você vai precisar de bons motivos: quais são seus sonhos?
  3. Conheça bem o seu produto ou serviço e empresa;
  4. Mantenha-se informado e atualizado, especialmente sobre o mercado que atua;
  5. Prepare-se antes de cada venda;
  6. Saiba sua taxa de conversão, registre os números de seu desempenho e avalie constantemente seus resultados;
  7. Invista em seu marketing pessoal;
  8. Cuide bem e verifique constantemente todos os materiais e recursos que precisará durante a venda;
  9. Organize-se: mesa, arquivos, cartões, mailings, pastas, relatórios, carro, etc;
  10. Planeje seu tempo e mantenha uma lista de prioridades diárias e uma agenda semanal;
  11. Trate seu cliente pelo nome, isso vai fazer uma grande diferença;
  12. Olhe nos olhos do seu cliente sempre;
  13. Demonstre alegria verdadeira e satisfação em atender seu cliente;
  14. Durante o discurso de vendas, preste atenção na reação do cliente;
  15. Tenha um discurso de vendas baseado na verdade. Fale sempre a verdade;
  16. Cumpra o que prometer;
  17. Estabeleça uma relação de confiança com seu cliente;
  18. Ouça com atenção o seu cliente, nunca o interrompa;
  19. Entenda verdadeiramente as necessidades do cliente;
  20. Saiba perguntar. Elabore perguntas inteligentes baseadas no seu roteiro de vendas;
  21. Ao invés de vender ao seu cliente, ajude-o a comprar;
  22. Procure falar em um ritmo agradável e similar ao seu cliente;
  23. Estabeleça acompanhamento constante, agregando valor ao cliente;
  24. Faça com que seu cliente sinta-se especial e valorizado;
  25. Ofereça e deixe claras as vantagens para seus clientes;
  26. Cada pessoa tem uma personalidade singular e características diferentes, entenda-as;
  27. Ofereça amostras grátis e ou demonstrações parciais de seu produto ou serviço;
  28. Efetive parcerias estratégicas que possibilitem prospectar e vender mais;
  29. Comece o dia com mensagens positivas e criando quadros mentais dos resultados que espera obter;
  30. Termine o dia com mensagens positivas e reveja quais os pontos que precisa melhorar;
  31. Tenha sempre programado um horário para seu lazer, especialmente com seus familiares;
  32. Mantenha sua rede de contatos ativa;
  33. Lembre-se que a maioria das vendas ocorre por fatores emocionais;
  34. Leia ao menos um livro inspirador ou de vendas por mês (no mínimo);
  35. Aprimore-se sempre, participando, mesmo que por conta própria de palestras de vendas, cursos e treinamentos;
  36. Esteja completamente familiarizado com os benefícios e vantagens de seu produto ou serviço;
  37. Desenvolva uma comunicação elegante, assertiva e inspiradora;
  38. Quando o cliente tiver uma objeção, ouça até o fim, concorde com ela e somente depois argumente de forma inteligente e precisa;
  39. Acostume-se com o “não”. Não se deixe abalar. Cada “não”, te leva mais próximo do “sim”;
  40. Selecione e saiba priorizar seus melhores clientes;
  41. Diferencie-se sempre. Pergunte-se “O que tenho feito para ser diferente?”
  42. Desenvolva estratégias para surpreender e encantar seus clientes;
  43. Procure estratégias para fidelizar seus clientes;
  44. Por qual motivo conceder desconto se o cliente não pediu?
  45. Trabalhe o preço “cheio” na mente do cliente durante um tempo antes de conceder desconto;
  46. Use a palavra “mais” ao falar dos benefícios e vantagens (ela soma) e cuidado ao usar a palavra “mas”, ela subtrai;
  47. Toda venda tem um tempo, aprenda a respeitar e entender este tempo não sendo incisivo demais;
  48. Porém, crie sempre o senso de urgência com inteligência;
  49. Explique objetivamente as dúvidas de seu cliente, nunca as ignore;
  50. Tome cuidado para não invadir a privacidade do cliente;
  51. Lembre-se que o seu cliente é um ser humano e não apenas um cifrão;
  52. Faça um elogio sincero antes da venda;
  53. Mantenha uma atitude mental positiva, antes, durante e depois da venda;
  54. Desenvolva e aprimore sua comunicação, sempre, sempre, sempre;
  55. Saiba que o corpo fala mais do que a voz e não mente, preste atenção aos sinais do corpo durante a venda;
  56. Convide seus clientes ou prospectos para um almoço ou café, o ambiente vai ficar mais leve;
  57. Em assuntos polêmicos, procure não se expor;
  58. Use estas palavras em seu discurso de vendas: garantido, rápido, fácil, simples, retorno, importante, novidade, exclusivo, importante, você e seu;
  59. Use depoimentos de clientes satisfeitos para mostrar ao seu cliente;
  60. Use métricas, números, embasamentos e pesquisas para gerar confiança;
  61. Use a internet a seu favor, de forma criativa e despertando a curiosidade das pessoas para que elas perguntem mais sobre o que você vende;
  62. Conheça a pirâmide de Maslow e venda mais;
  63. Muito cuidado ao utilizar as palavras “sempre” e “nunca” em vendas;
  64. Nunca espere o retorno do cliente, esta função é do profissional de vendas;
  65. Esteja disponível para seu cliente e se não estiver, retorne o mais rápido possível;
  66. Se questionado sobre a concorrência, forneça informações precisas mostrando e comparando as vantagens. Nunca fale mal da concorrência, apenas mostre no que você é melhor;
  67. Comprometa-se com os resultados dos seus clientes, fazendo um pós venda eficaz;
  68. Seja parceiro do seu cliente;
  69. Coloque-se no lugar do seu cliente: você aprovaria o que fala e faz?
  70. Não convença seu cliente, inspire-o; (Inspirar vem do latim, que significa soprar vida dentro);
  71. Um bom discurso fecha a venda por si mesmo. Evite técnicas de fechamentos “milagrosas”;
  72. Interesse-se genuinamente pelas pessoas e suas necessidades;
  73. Tenha foco. Foco é força, distração é destruição. Aonde vai seu foco, vai a sua energia;
  74. Mantenha um bom relacionamento com as pessoas de outros departamentos de sua empresa, você irá precisar deles, tudo e todos estão interligados;
  75. Ao final de cada apresentação de vendas, faça uma análise dos pontos fortes e dos pontos a serem melhorados e faça a lição de casa;
  76. Crie métodos para desenvolver sua paciência;
  77. Evite preocupações, elas roubam seu tempo, energia e criatividade;
  78. Aproveite o tempo de espera, tenha sempre em mãos um livro ou revista construtivos;
  79. Não deixe se intimidar pelo ceticismo, pessimismo e cinismo alheio. Você é muito mais do que isso;
  80. Aprenda a visualizar aquilo que quer de maneira consistente, sistemática e muito positiva;
  81. Sempre que tiver um problema, condicione-se a pensar em diversas soluções possíveis, por mais esdrúxulas que possam parecer;
  82. Ao invés de reclamar, seja pró ativo;
  83. Pressão em vendas geralmente é um fator normal, portanto acostume-se;
  84. Desenvolva sua flexibilidade, em vendas e na vida;
  85. Modele profissionais de vendas de sucesso, mas sem perder o seu próprio e único estilo;
  86. Procrastinar é um hábito sinônimo de fracasso, vale o dito popular: “Não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje”;
  87. Compartilhe suas experiências e ouça com atenção as histórias de outros profissionais de vendas;
  88. Identifique o que impede seu sucesso em vendas, procure vivenciar estes fatores, decida e resolva ser o profissional de vendas que sempre desejou;
  89. Desenvolva maneiras de gerenciar melhor suas emoções (vale yoga, meditação e por ai vai);
  90. Eduque-se financeiramente: gaste menos do que ganha, poupe e aplique;
  91. Fazer o bem é sempre um ótimo negócio, portanto, procure beneficiar todos ao seu redor, especialmente seus clientes e prospectos;
  92. Adquira o hábito de agradecer, faça uma lista de tudo aquilo (e aqueles) que você é grato;
  93. Compreenda que não existe milagre em vendas: é necessário esforço diário, determinação com constância de propósito e muito trabalho;
  94. Seja honesto sempre. Este será o alicerce para o sucesso em vendas duradouro;
  95. Busque estar comprometido de corpo em alma com tudo o que fizer;
  96. Lapide seu espírito: reconcilie-se firmemente com sua fé, ore, medite;
  97. Acredite em você! Você pode fazer o difícil, você pode ser o seu melhor!
  98. Comemore suas vitórias, faça um programa diferente com a família ou amigos, dê-se um prêmio, permita-se a uma extravagância;
  99. Atitude é tudo. Pensar é fazer, portanto, faça. Come agora mesmo!
  100. Tenha uma convicção inabalável de que irá conseguir e que merece o sucesso em vendas, pois você realmente merece!
E ótimas vendas!!!

3 de jan de 2011

Kitesurf - Informações e fotos

Nesse primeiro final de semana do ano de 2011, tive a oportunidade de ir às Praias de Porto-Mirim (Litoral Norte) e Pirangi (Litoral Sul), ambas do Rio Grande do Norte. A sensação do momento é o esporte náutico kitesurf. 

Pesquisando no Wikipédia, li um pouco sobre o esporte:
Kitesurf, kiteboarding ou mesmo flysurf é um esporte aquático que utiliza uma pipa e uma  prancha com uma estrutura de suporte para os pés. A pessoa, com a pipa presa à cintura, coloca-se em cima da prancha e, sobre a água, é impulsionada pelo vento que atinge pipa. Ao controlá-lo, através de uma barra, consegue-se escolher o trajeto e realizar saltos incríveis. Este esporte, relativamente recente, encontra-se de momento com grande popularidade e uma prática crescente no Brasil, Portugal e no mundo. 
O kitesurf foi inventado em 1985 por dois irmãos franceses: Bruno e Dominique Legaignoux,  mas apenas atingiu alguma popularidade em meados da década 90.
O nome resulta da junção de duas palavras inglesas: "Kite", que significa pipa e "Surf", do verbo inglês "to surf", que significa "navegar".

Abaixo alguns dos meus registros desse final de semana: